Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, escrita criativa, ballet para adultos e muito mais.

desejos de aniversariante

O meu aniversário está para breve, como tal, não pude deixar de vos mostrar alguns mimos que gostava de receber no meu dia :)

 

mon cher ami mon cher amour

 

1. Um álbum para as fotos que tiro com a minha instax 210;
 
2. Estas sabrinas da Loja das Sabrinas são só a coisa mai' linda de sempre, não são?
 
3. Quem é que não adorava ter um gira-discos da Crosley são lindos demais (este tom de azul então ui ui).

As minhas booktubers preferidas

Tanto a nível internacional como nacional adoro acompanhar canais de booktube i.e. canais literários (porque obviamente adoro ler), como tal hoje venho apresentar-vos (sem qualquer ordem de preferência) algumas das minhas booktubers preferidas.

booksandquills

Foi através da Sanne que descobri o mundo encantado do booktube. Teho gostos semelhantes aos dela relativamente às leituras e também adoro os vídeos dela sobre viagens.

 

PeruseProject

A Regan é uma das pessoas mais carismáticas do booktube. É através dela que conheço sempre livros fantásticos de fantasia.

 

ReadingBukowski

 A Claire é simplesmente adorável. Desde a voz super calma às roupas catitas passando pelo gosto maravilhoso em clássicos.

 

Melina Souza

A Mel tem um dos meus blogs preferidos e o canal dela não fica nada atrás! Fico sempre entusiasmada com os book hauls dela.

 

Le Moustache Books

A Marina é uma miúda super querida. Admiro a coragem dela em aventurar-se em clássicos enormes (como os Miseráveis ou o Anna Karenina). 

E vocês, seguem alguma destas meninas? Que canais é que mais gostam de ver no youtube?

É muito tarde para fazer aquilo de que gostamos?

Toda a minha vida ouvi o seguinte ditado: "de pequenino é que se torce o pepino". O meu pai era grande fã de utilizar esta expressão no que dizia respeito à educação dos seus filhotes. A verdade é que eu e o meu irmão safamo-nos bem. Ainda hoje, cumprimento o senhor do autocarro todos os santos dias mesmo sabendo que ele provavelmente não irá responder (prova viva de que a educação que tive serviu para alguma coisa).

 

Há uns tempos pus-me a reflectir sobre este ditado, mais concretamente sobre a questão de existirem determinadas coisas que temos de aprender em pequenos e, se assim não for, estamos lixados, nem vale a pena tentarmos em adultos. O ballet é uma dessas coisas certo? Esta menina tão pequenina quer ser bailarina assim começa o poema da Cecília Meireles que tanto preencheu a minha infância (e as fichas de avaliação de Língua Portuguesa, os meus profs adoravam a moça!). Mas e se a menina for grande? Será que ainda pode ser bailarina?

 

Quando eu tinha nove anitos increvi-me no ballet pela primeira vez. No entanto acabei por desistir das aulas passado algum tempo, porque sentia-me desconfortável com aquela professora. Não me estava a divertir, não gostava daquelas miúdas que não eram minhas amigas e a cada dia que passava ia perdendo a motivação. 

 

O bichinho do ballet nunca chegou a desaparecer, ficou sempre lá. Ainda hoje quando estou sozinha em casa ponho a soundtrack da Amélie a tocar (ou um Tchaikovskyzinho quando quero parecer mais profissional) e voo pela cozinha (não ainda não parti nada com as minhas piruetas graçasaDeus).

 

A minha visão sobre o ditado do pepino e aquilo que me foi ensinado durante toda a minha vida mudou no momento em que, como quem não quer a coisa, googlei: "escolas de ballet para adultos". Fiz aulas experimentais em duas escolas na última semana e já escolhi o local onde vou ficar. Descobri uma óptima escola que dá iniciação de ballet para adultos com pouca ou nenhuma experiência em dança. Sim, em adulta, após anos sem pisar uma academia de dança, vou perseguir a minha paixão de fazer ballet. E não podia estar mais feliz.

 

“And those who were seen dancing were thought to be insane by those who could not hear the music.”

― Friedrich Nietzsche

*Um dos meus preferidos de Degas, Trois danseuses, 1873, óleo sobre tela*

 

Últimas leituras | Maio & Junho

Em Maio li apenas dois livros:

1. Great Expectations de Charles Dickens ⋆⋆⋆

2. Utopia de Thomas Moore ⋆⋆⋆

great expectations.jpg

 

Em Junho tive já mais tempo para as leituras (pelo menos na última quinzena) e nessas duas semanas consegui ler 4 livros :)

1. Madame Bovary de Gustave Flaubert ⋆⋆⋆

2. The Storied Life of A.J. Fikry de Gabrielle Zevin ⋆⋆⋆⋆

3. The Book Thief de Markus Zusak ⋆⋆⋆⋆

4. The Ocean at the End of the Lane de Neil Gaiman ⋆⋆⋆

 

Já leram algum destes livros? Que livros têm lido ultimamente? :)

*mais sobre estes livros no meu Goodreads*

As minhas edições preferidas d'Alice em português!

Como uma espécie de seguimento do último post e seguindo a sugestão de uma leitora decidi partilhar connvosco as edições que mais gosto da Alice em português. Eu sei que é feio pedir desculpas quando ficamos imenso tempo sem postar mas sinto que devo sempre pedir na mesma por isso desculpem a minha ausência!

 

Queria também saber o vosso feedback relativamente a este tipo de posts mais "livrescos". Gostavam de ver mais wishlists deste género por aqui? Estou a pensar também começar a fazer reviews literárias em força e não tão esporadicamente, que me dizem?

 

Pois bem, vamos ao post seleccionei algumas das capas que mais gosto. Penso que no geral, pela pesquisa que fiz as editoras portuguesas apostam bastante em capas baseadas nas ilustrações originais de Tenniel. Existem igualmente capas que são idênticas às originais britânicas. Escolhi algumas das que acho mais bonitas e também um pouco diferentes. Digam-me qual a vossa preferida!

 

Alice in translation
 
alice in translation II

 

1. Edição da Civilização. Provavelmente a minha preferida entre estas cinco!
2. Da Quidnovi.De momento encontra-se esgotada.
3. O meu coração está dividido entre a primeira e esta da BIS, muito linda!
4. A única coisa que não gosto desta da 11x17 é aquele círculo a dizer bestseller (é que aquilo não é um autocolante, faz parte da capa mesmo -.-)
5. Uma edição muito bonita da Editorial Presença.

 

SOBRE MIM

Sonhadora a tempo inteiro & blogger em part-time. Adora livros, antiguidades e flores na cabeça. Escreve textos pseudo-românticos quando está para aí virada. É fã de dançar ballet na cozinha e cantar no chuveiro. O seu pé direito insiste em ser torto e não há como o emendar. Nunca diz que não a uma chávena de chá.
(+ sobre mim)

INSPIRAÇÃO

Read the Printed Word!

2017 Reading Challenge

Dizzy Lizzie has read 0 books toward her goal of 10 books.
hide

PARCERIAS

WOOK - www.wook.pt

SPREAD THE LOVE!

SweetStuff

DIREITOS DE AUTOR

Copyrighted.com Registered & Protected 
QN4I-DSYS-H5TY-JBME