Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, escrita criativa, ballet para adultos e muito mais.

5 coisas que aprendi com o ballet para adultos

Agora que o espectáculo de final de ano já foi, posso oficialmente dizer que terminei o meu primeiro ano a dançar ballet! Como tal, decidi fazer este post como uma espécie de resumo de tudo aquilo que aprendi sobre aprender ballet em idade adulta.

 

1. Ballet é para todas as idades!

Uma constatação um pouco óbvia dado que estou a falar de ballet para adultos, mas não queria deixar de frisar que, não importa a idade, toda a gente pode aprender a dançar ballet. Os desafios vão ser diferentes, no meu caso, aprendi num ano coisas que as crianças aprendem em três ou quatro. Sendo bailarinas adultas, ainda que iniciantes, temos mais capacidade de reter informação e passos do que as crianças pequenas e isso pode ser muito trabalhoso, mas o esforço compensa, acreditem em mim!

 

Imagem de ballet, baby, and dance

 

2. Cada um tem aptidões diferentes

Ao entrarem numa aula de ballet para adultos podem confrontar-se com pessoas mais novas, mais flexíveis, mais altas ou com um maior equilíbrio do que vocês. Não se comparem com as restantes, lembrem-se que cada um tem aptidões diferentes. Durante os meus primeiros meses de ballet estava frustrada com a minha fraca capacidade de equilíbrio quando comparada com outras raparigas. Cheguei a comentar isso com uma delas que me disse que, apesar de ela ter um bom equilíbrio, não tinha flexibilidade alguma. Ao início, até podem pensar que não têm qualquer aptidão, mas com muito trabalho e dedicação vão começar a notar nas vossas forças e fraquezas e a trabalhá-las a vosso favor.

 

Imagem de dance, ballet, and ballerina

 

3. A maturidade pode ser uma vantagem

Quantas meninas não desistem do ballet em crianças porque é difícil, repetitivo ou dá muito trabalho? Quando alguém inicia ballet na idade adulta, tem, em princípio, mais força de vontade para aprender e enfrentar os desafios desta forma de arte tão exigente. A maturidade pode servir como uma vantagem para não desistir deste "sonho de menina".

 

Imagem de ballet, success, and quote

 

4. Saúde e Paixão: o melhor de dois mundos

É importante não esquecer que o ballet é, não só uma forma de arte, mas também um desporto. As bailarinas são as atletas mais graciosas do planeta pois executam movimentos extremamente exigentes a nível físico sem mostrar um pingo de dor no seu sorriso. Durante muitos anos, após ter feito as aulas de educação física obrigatórias na escola, que tentei encontrar um desporto que me apaixonasse. Comecei a aperceber-me que gostava de tudo aquilo que exigisse alguma flexibilidade: experimentei pilates, yoga, mas nada me parecia satisfazer. Foi só mais tarde que me apercebi que aquilo de que andava à procura era algo que já tinha experimentado e adorado: o ballet. Quando temos a paixão do ballet dentro de nós vamos procurar esta forma de arte até ao fim da vida e, aliada à paixão existem os benefícios de saúde pois, até hoje, nunca vi um ginásio tão eficiente como um estúdio de dança clássica.

 

Imagem de ballet and dancer

 

5. As bailarinas adultas são amigas!

Esqueçam tudo aquilo que viram no Black Swan com a Natalie Portman. O mundo do ballet adulto é (pelo menos pela minha experiência) super amigável e nada competitivo. As bailarinas adultas são amigas e ajudam-se umas às outras! A meu ver, não existe aquela rivalidade infantil que por vezes encontramos quando somos mais novas. Existe também uma comunidade online muito gira. Sites/canais como o Ballerinas by Night e Ballet for Adults são óptimos para quem está à procura de inspiração. 

 

Espero que tenham gostado do post e que tenha ajudado quem que queira fazer ballet!

 

“We should consider every day lost on which we have not danced at least once.” 
― Friedrich Nietzsche

3 comentários

Comentar post

SOBRE MIM

Sonhadora a tempo inteiro & blogger em part-time. Adora livros, antiguidades e flores na cabeça. Escreve textos pseudo-românticos quando está para aí virada. É fã de dançar ballet na cozinha e cantar no chuveiro. O seu pé direito insiste em ser torto e não há como o emendar. Nunca diz que não a uma chávena de chá.
(+ sobre mim)

INSPIRAÇÃO

Read the Printed Word!

2017 Reading Challenge

Dizzy Lizzie has read 0 books toward her goal of 10 books.
hide

PARCERIAS

WOOK - www.wook.pt

SPREAD THE LOVE!

SweetStuff

DIREITOS DE AUTOR

Copyrighted.com Registered & Protected 
QN4I-DSYS-H5TY-JBME