Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, escrita criativa, ballet para adultos e muito mais.

Diário de uma Bailarina #10 | Progressos

A última aula de ballet foi particularmente exigente, mas sinto que cada vez estou a progredir mais. A minha meia ponta já está mais alta e também já aguento mais tempo no equilíbrio (yupi!). Quando fazemos retiré ainda fico com receio de tirar a mão da barra, o que se revela sempre um medo irracional, porque se fizer força nos abdominais até que consigo aguentar com as mãos fora da barra. A aula de ontem também serviu para perceber que todo este tempo tive a fazer valsas mal *inserir carinha triste*. Isto porque, fnunca ninguém me tinha dito que era suposto esticar o pé à frente (o que é agora me parece bastante óbvio). O arabesque mantém-se o meu calcanhar de Aquiles (as dores senhor, AS DORES de costas que tenho por causa dos arabesques), mas a pouco e pouco vou lá. Afinal de contas, não posso esperar conseguir fazer logo uma perna magnífica em 90º se há um mês nem 40º fazia. No geral, sinto-me muito motivada com a minha evolução. Prevejo um futuro de pirouettes à minha frente!

 

Imagem de ballet and pink

 

Fonte da imagem

Onde aprender ballet (em Lisboa)?

Têm x anos, nunca fizeram ballet na vida e querem começar? Fizeram ballet durante x anos, acham que já se esqueceram de tudo e querem voltar? Então este post é para vocês lindas bailarinas (e bailarinos)! Aqui reúno uma lista de escolas na zona de Lisboa onde se pode aprender ballet para adultos. Espero que vos seja útil!

 

Espaço Dança Palmira Camargo

Morada

Rua Vítor Hugo, 4c, 1000-294 Lisboa (Areeiro)

Preçoshttps://www.palmiracamargo.com/copia-informacoes-modalidades-crian

Sitehttps://www.palmiracamargo.com/

Resultado de imagem para palmira camargo 

 

Escola de Dança Ana Köhler

Morada: R. Luís Pastor de Macedo Lt 25A, Lisboa (zona da Quinta das Conchas)

Preços: http://www.edak.pt/modalidades/precario/

Site: http://www.edak.pt

Resultado de imagem para ana kohler escola dança

 

DanceSpot

Morada: Rua Fernando Vaz nº10 B, 1750-108 Lisboa (Campo Grande | Lumiar) & Rua Marquês da Fronteira 76 A, 1070 - 299 Lisboa (Amoreiras | Campolide)

Preços: http://www.dancespot.pt/11/precario.htm

Site: http://www.dancespot.pt

 

Resultado de imagem para dancespot

Jazzy Dance Studios

Morada:

Santos: Rua da Cintura do Porto a Santos, Armazém J , 1200-109 Santos | Lisboa
Saldanha: Rua Almirante Barroso 52A , 1000-013 | Lisboa
Almada: Av. Jorge Peixinho, Estação Ferroviária do Pragal, Loja 42 , 2805-059 | Almada

Preços:http://www.jazzy.pt/pt/precos

Sitehttp://www.jazzy.pt

Resultado de imagem para jazzy dance studios

ProDança

 

Morada: Rua São Domingos à Lapa, 8 - N, 1200-835 Lisboa (zona da Lapa/Santos-o-Velho)

Preços: Não estão no site, têm de entrar em contacto para saber.

Sitehttps://www.prodanca.pt/

 

Projecto Dançar

Morada: Estrada da Pontinha, nº7, (Junto ao Metro da Carnide), 1600-583

Preçoshttp://www.projectodancar.pt/tablet/pre%C3%A7os.html

Sitehttp://www.projectodancar.pt/tablet/index.html

 Resultado de imagem para projecto dançar

 

Dance Etc.

Morada: R. 4 de Infantaria 86, 1350-091 Lisboa (Campo de Ourique)

Preços: Não estão no site, têm de entrar em contacto para saber.

Sitehttp://www.danceetc.pt/

Resultado de imagem para dance etc

 

NOTA: Não fui paga por nenhuma destas escolas para fazer divulgação das mesmas aqui no blog. Também não conheço todas estas escolas em pessoa, nem fiz lá aulas. Esta lista resulta apenas de pesquisa que fiz por iniciativa própria para ajudar todos aqueles que moram/trabalham em Lisboa e têm interesse em iniciar ballet na idade adulta. Como tal, não me responsabilizo caso as aulas não sejam do vosso agrado ou não correspondam às vossas expectativas. 

Diário de uma Bailarina #9 | Pas de Quatre do Lago dos Cisnes

Ultimamente tenho andado com a música do pas de quatre do Lago dos Cisnes na cabeça. A verdade é que, por muito cliché que seja, este é um dos meus bailados preferidos. Esta coreografia é também uma das minhas preferidas de sempre. A força de pernas, a velocidade e a sincronização entre as quatro bailarinas deixa-me sempre inspirada e espantada com todo o trabalho que está por detrás do palco. Deixo abaixo o vídeo de uma das melhores versões de sempre (olhem-me para a marcação de cabeça! Tão perfeitas *suspiro*).

 

5 coisas que aprendi com o ballet para adultos

Agora que o espectáculo de final de ano já foi, posso oficialmente dizer que terminei o meu primeiro ano a dançar ballet! Como tal, decidi fazer este post como uma espécie de resumo de tudo aquilo que aprendi sobre aprender ballet em idade adulta.

 

1. Ballet é para todas as idades!

Uma constatação um pouco óbvia dado que estou a falar de ballet para adultos, mas não queria deixar de frisar que, não importa a idade, toda a gente pode aprender a dançar ballet. Os desafios vão ser diferentes, no meu caso, aprendi num ano coisas que as crianças aprendem em três ou quatro. Sendo bailarinas adultas, ainda que iniciantes, temos mais capacidade de reter informação e passos do que as crianças pequenas e isso pode ser muito trabalhoso, mas o esforço compensa, acreditem em mim!

 

Imagem de ballet, baby, and dance

 

2. Cada um tem aptidões diferentes

Ao entrarem numa aula de ballet para adultos podem confrontar-se com pessoas mais novas, mais flexíveis, mais altas ou com um maior equilíbrio do que vocês. Não se comparem com as restantes, lembrem-se que cada um tem aptidões diferentes. Durante os meus primeiros meses de ballet estava frustrada com a minha fraca capacidade de equilíbrio quando comparada com outras raparigas. Cheguei a comentar isso com uma delas que me disse que, apesar de ela ter um bom equilíbrio, não tinha flexibilidade alguma. Ao início, até podem pensar que não têm qualquer aptidão, mas com muito trabalho e dedicação vão começar a notar nas vossas forças e fraquezas e a trabalhá-las a vosso favor.

 

Imagem de dance, ballet, and ballerina

 

3. A maturidade pode ser uma vantagem

Quantas meninas não desistem do ballet em crianças porque é difícil, repetitivo ou dá muito trabalho? Quando alguém inicia ballet na idade adulta, tem, em princípio, mais força de vontade para aprender e enfrentar os desafios desta forma de arte tão exigente. A maturidade pode servir como uma vantagem para não desistir deste "sonho de menina".

 

Imagem de ballet, success, and quote

 

4. Saúde e Paixão: o melhor de dois mundos

É importante não esquecer que o ballet é, não só uma forma de arte, mas também um desporto. As bailarinas são as atletas mais graciosas do planeta pois executam movimentos extremamente exigentes a nível físico sem mostrar um pingo de dor no seu sorriso. Durante muitos anos, após ter feito as aulas de educação física obrigatórias na escola, que tentei encontrar um desporto que me apaixonasse. Comecei a aperceber-me que gostava de tudo aquilo que exigisse alguma flexibilidade: experimentei pilates, yoga, mas nada me parecia satisfazer. Foi só mais tarde que me apercebi que aquilo de que andava à procura era algo que já tinha experimentado e adorado: o ballet. Quando temos a paixão do ballet dentro de nós vamos procurar esta forma de arte até ao fim da vida e, aliada à paixão existem os benefícios de saúde pois, até hoje, nunca vi um ginásio tão eficiente como um estúdio de dança clássica.

 

Imagem de ballet and dancer

 

5. As bailarinas adultas são amigas!

Esqueçam tudo aquilo que viram no Black Swan com a Natalie Portman. O mundo do ballet adulto é (pelo menos pela minha experiência) super amigável e nada competitivo. As bailarinas adultas são amigas e ajudam-se umas às outras! A meu ver, não existe aquela rivalidade infantil que por vezes encontramos quando somos mais novas. Existe também uma comunidade online muito gira. Sites/canais como o Ballerinas by Night e Ballet for Adults são óptimos para quem está à procura de inspiração. 

 

Espero que tenham gostado do post e que tenha ajudado quem que queira fazer ballet!

 

“We should consider every day lost on which we have not danced at least once.” 
― Friedrich Nietzsche

Diário de uma Bailarina #7 | As mãos

Desde que comecei a fazer ballet deparei-me (como seria de esperar) com várias dificuldades.

No entanto, aquela que mais persiste é sem dúvida a posição das mãos e dos braços. É tão difícil fazer com os movimentos dos meus braços e mãos pareçam fluídos em vez de robóticos. Tenho tentado combater a minha falta de formação mais técncia fazendo pesquisa e procurando livros sobre ballet. Aos poucos chego lá. 

 

Imagem de ballet, dance, and ballerina

SOBRE MIM

Sonhadora a tempo inteiro & blogger em part-time. Adora livros, antiguidades e flores na cabeça. Escreve textos pseudo-românticos quando está para aí virada. É fã de dançar ballet na cozinha e cantar no chuveiro. O seu pé direito insiste em ser torto e não há como o emendar. Nunca diz que não a uma chávena de chá.
(+ sobre mim)

INSPIRAÇÃO

Read the Printed Word!

2017 Reading Challenge

Dizzy Lizzie has read 0 books toward her goal of 10 books.
hide

PARCERIAS

WOOK - www.wook.pt

SPREAD THE LOVE!

SweetStuff

DIREITOS DE AUTOR

Copyrighted.com Registered & Protected 
QN4I-DSYS-H5TY-JBME