Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, viagens, ballet e muito mais.

Seg | 08.03.21

4 LIVROS PARA CELEBRAR O DIA DA MULHER 📖

La représentation du monde comme le monde lui-même est l’opération des hommes ; ils le décrivent du point de vue qui est le leur et qu’ils confondent avec la vérité absolue.

~ Simone de Beauvoir

 

 

Portuguesas com M Grande, Lúcia Vicente: Um livro para celebras as muitas heroínas da História Portuguesa.  As ilustrações são maravilhosas e o texto é acessível tanto para crianças, como para adultos.

Mulheres Invisíveis, Caroline Criado Perez: Um livro que demonstra como os dados configuram o mundo apenas para metade da população (i.e. para os homens) resultando, muitas vezes, em consequências desastrosas. 

A Carga Mental, Emma: Uma cartoonista francesa que adoro. Emma ilustra neste livro o quotidiano feminino, demonstrando as várias desigualdades invisíveis que as mulheres continuam a enfrentar.

Mulheres e Poder: um manifesto, Mary Beard: Um ensaio sobre o silenciamento das mulheres e os arquétipos que temos em relação à mulher poderosa. 

 

Desejo-vos um feliz dia da Mulher e o início de uma boa semana :)

Que livros acrescentariam a esta lista?

5 comentários

  • Imagem de perfil

    sweet

    10.03.21

    Obrigada pelas sugestões, Sara! 
    Não conhecia esse da Cordelia Fine, mas o Invisible Women tem a review dela na contracapa. 
  • Imagem de perfil

    Sara

    10.03.21

    É um livro muito interessante e de fácil compreensão...É pena que muita coisa não esteja editada por cá. As livrarias aqui nem têm uma secção de estudos de género que tornaria mais fácil encontrar este tipo de livros quando fossem publicados (o da bell hooks foi publicado e só recentemente é que descobri...Pela mesma editora que publicou agora um sobre caça às bruxas e implementação do capitalismo e eu mal posso esperar para lhe deitar as mãos)
  • Imagem de perfil

    sweet

    11.03.21

    Sim, há imensa coisa que não é editada cá :(
    Esse das bruxas é o da Silvia Federici, certo? 
    Já salvei o da bell hooks e o Woman at Point Zero no meu scribd. Confesso que comecei a ler esse da Rebecca Solnit o ano passado, mas não gostei muito do tom do livro.
  • Imagem de perfil

    Sara

    11.03.21

    Oh tenho pena que não tenhas gostado desse da Rebecca. Eu gosto bastante dela, depois desse já li outros três livros. Sim, é o Calibã e a Bruxa da Federici,  editado pela Orfeu Negro. já li um outro dela mais curto (Witches, Witch-Hunting, and Women) mas é neste onde ela desenvolve a sua ideia em detalhe. É carote, mas deve valer muito a pena.
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.