Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, viagens, ballet e muito mais.

Dom | 11.03.18

Hurts so Good: o hino dos anos 80 sobre exercício físico

Na escola nunca fui grande fã de Educação Física. Sei que isto parece um cliché de 70% dos indivíduos de sexo feminino, mas não deixa de ser verdade. Aquilo que eu gostava era de correr, voleibol era, para mim, o desporto mais idiota alguma vez criado, basquetebol ainda se tolerava e badminton nunca deixou de ser muito divertido.

 

Já aqui contei que, após terminar o liceu, tentei, durante anos, encontrar o tipo de exercício "certo para mim". Experimentei várias modalidades (sem grande sucesso) até regressar ao meu amor de infância: o ballet. Até ter começado as aulas ballet para adultos não entendia o que é que as pessoas queriam dizer com "dói, mas sabe bem". Como assim? Fazer abdominais é horrível, flexões nem se fala, como é que alguém pode gostar de ficar com dores depois de ir ao ginásio? 

 

Agora entendo. A música do Mellencamp, afinal, não é sobre engatar uma miúda, ele está é a descrever a "dor boa" que sente depois de mais um dia a malhar no gym. 

 

Estou feliz em admitir que o ballet para mim adequa-se na categoria de hurts soo good. Já não me queixo em fazer abdominais, treinar força de braços, ou levantar pesos. Tudo isso ajuda-me a tornar uma melhor bailarina. Ainda que não queira fazer do ballet profissão é verdade que quando uma pessoa está activa sente-se, incrivelmente, bem.

 

Sim, já posso dar a mão à palmatória e dizer que vá...até compreendo "os maluquinhos do exercício", eu se não me ponho a pau ainda me torno a maluqinha da dança. 

 

Resultado de imagem para ballet pain meme