Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, viagens, ballet e muito mais.

Sex | 27.03.20

TAG | CALHAMAÇOS 📚

Estando agora mais tempo em casa do que o habitual, pareceu-me a altura perfeita para roubar esta tag à Bárbara e vir falar sobre calhamaços (que para mim é tudo o que é livro com 500 páginas ou mais). 

girafa leitora.jpg

 

1. Maior livro da estante que já leste.

Penso que foi o Jonathan Strange & o Sr. Norrell de Susanna Clarke. São 734 páginas com letra miudinha. Em algumas edições chega a ter mais de mil páginas. Foi um livro que adorei e falei sobre ele nos favoritos de 2018

 

2. Maior livro da estante que não leste.

Mary Queen of Scots de Antonia Fraser que tem 758 páginas. Comprei o ano passado na Escócia e espero ter coragem para lhe pegar ainda em 2020. 

 

3. Calhamaço que tens medo de ler.

Ui, tantos. Assim de repente vou ser cliché e dizer o Guerra e Paz. Já comecei a ler há uns dois anos, por pressão alheia e acabei por deixar passado umas meras 50 páginas. Tenho muito medo de não gostar e que seja uma desilusão. 

 

4. Calhamaço que tens muita vontade de ler.

Parte de mim sonha com o dia em que vou pegar em Proust e no seu Em Busca do Tempo Perdido. Quero muito ler, mas ao mesmo tempo intimida-me (até porque quero ler em francês). 

 

5. Livro grande com uma capa bonita.

Adoro a minha edição do SPQR da Mary Beard. É simples, mas os detalhes em dourado fazem a diferença. Este é outro calhamaço que quero imenso ler (647 páginas). 

 

6. Livro grande com uma capa feia.

Acho a capa desta edição da História Secreta um bocadinho meh. Aliás, para ser sincera não há nenhuma edição deste livro com uma capa que me encha realmente as medidas. 

 

7. Calhamaço que tens vergonha por estar abandonado na estante.
Hum, temos mesmo de falar sobre isso? Ok, se me seguem no Goodreads sabem que supostamente estou "a ler" as Metamorfoses de Ovídio desde Janeiro. Em minha defesa, é difícil ler um livro que, ainda que tenha uma linguagem belíssima, descreve violação atrás de violação...

 

8. Calhamaço que leste e não te lembras de quase nada, ou queres reler.
Quero muito reler o Anna Karénina que é dos meus calhamaços (e clássicos) preferidos. A minha edição tem 799 páginas.

 

9. Último calhamaço que leste.

Acho que foi mesmo A História Secreta de Donna Tartt. Li o ano passado e podem ver a minha review aqui.


10. Livro grande que leste muito rápido.
Ainda que não consiga entender todo o hype à volta deste livro, terminei o The Book Thief (552 páginas) em poucos dias.

 

11. Livro grande que leste devagar.

O Livro do Desassossego de Fernando Pessoa (544 páginas) levou-me quase seis anos a terminar. Ainda assim, não me arrependo de o ter arrastado, porque acho mesmo que é um livro que se absorve aos poucos. 

 

12. Calhamaço que deixou uma saudade imensa.

As 777 páginas das Mulherzinhas voaram num estante e fiquei com imensa saudade destas meninas. Outro calhamaço que quero reler. 

 

13. Calhamaço que te fez chorar.
Fácil, fácil. Memorial do Convento de José Saramago. 500 páginas de pura maravilha, mas aquele final deixou-me a chorar baba e ranho.

 

14. Próximos calhamaços (a lista de futuras leituras)

  • Terminar as Metamorfoses de Ovídio;
  • Reler a Ilíada de Homero;
  • Mary Queen of Scots, Antonia Fraser;
  • SPQR de Mary Beard;
  • Ouvir o Apollo's Angles (são 23 horas de audiolivro!!! ou 672 páginas). 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.