Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, viagens, ballet e muito mais.

Qui | 25.06.20

TAG DOS 50% (2020) 📖

Estamos a meio do ano e, como já é habitual, trago uma tag que nos convida a fazer um balanço literário deste primeiro semestre de 2020.

pexels-photo-1526049.jpeg

 

1- O melhor livro que leste até agora, em 2020.

Escolha difícil. Este ano tenho lido muita não-ficção e tenho feito várias releituras. Ainda assim, de ficção diria o The Guernsey Literary and Potato Peel Pie Society, porque não estava à espera de gostar tanto e foi mesmo uma história enternecedora, lida na altura certa.

 

2- A melhor continuação que leste até agora, em 2020.

O Segundo Ano no Colégio das Quatro Torres  foi a única continuação que li até agora, mas, como já seria de esperar, adorei. Reler estas histórias em audiolivro tem sido um deleite e este volume sempre foi dos meus preferidos da colecção. 


3- Algum lançamento do primeiro semestre que ainda não leste, mas queres muito.

Recollections of My Non-Existance da Rebecca Solnit.

 

4- O livro mais aguardado do segundo semestre.

Vocês sabem que não sou de acompanhar lançamentos, mas A SUSANNA CLARKE ESCREVEU UM NOVO LIVRO!!! Adorei o seu Jonathan Strange & o Sr. Norrell e tenho altas expectativas para este (e pensar que há pessoas que estão à espera deste momento há 16 anos😲). Piranesi irá sair em Setembro e dizer que estou entusiasmada é pouco. 

 

5- O livro que mais te decepcionou este ano.

O The Princess Bride desiludiu-me um pouco. Não que seja um mau livro, antes pelo contrário, é super engraçado e gostei da ideia de criar uma história dentro da história. O problema foi mesmo ter lido a sequela (sem me aperceber que era uma sequela) e a certa altura as constantes interrupções do Goldman também me começaram a enervar.   

 

6- O livro que mais te surpreendeu este ano.

O The Year of Living Danishly da Helen Russell surpreendeu-me bastante. Estava à espera de uma abordagem algo superficial ao tema, mas acabei por aprender imensa coisa sobre a Dinamarca e a problemática questão de medir a felicidade de cada país. Mais um daqueles casos de livro certo na altura certa. 


7- Novo autor favorito (que lançou o seu primeiro livro este semestre ou que conheceste recentemente).

Fiquei fã da Kyo Maclear com o seu Birds, Art, Life, Death que li entre Fevereiro e Março deste ano. 

 

8- A tua paixoneta mais recente por uma personagem fictícia.

Não tenho.

 

9- A tua personagem favorita mais recente.

O Sidney d'A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata. 

 

10- Um livro que te fez chorar neste primeiro semestre.

Não me lembro se chorei propriamente, mas fiquei muito comovida com a biografia da Frida Kahlo de María Hesse.  

 

11- Um livro que te deixou feliz neste primeiro semestre.

O  Livro da Alegria. 


12- Melhor adaptação cinematográfica de um livro que assististe até agora, em 2020.

Vi o Tolkien com o Nicholas Hoult e não desgostei. Ainda que certas partes sejam demasiado cliché e descabidas, demonstra bem o génio deste autor, assim como a inspiração por detrás do seu Senhor do Anéis.  

 

13- A tua opinião favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

Mais uma vez dava para enumerar imensa coisa, mas destaco dois posts da Inês. Este sobre Deborah Levy (uma autora que desconhecia e fiquei interessada para ler) e esta opinião sobre Viagem ao Sonho Americano (que só me fez ter ainda mais vontade de comprar este livro).

 

14- O livro mais bonito que compraste ou recebeste este ano.

A minha nova edição da Alice com ilustrações do estúdio Minalima. 

 

15- Que livros precisas ou queres muito ler até ao final do ano?

Preciso de ler O Ano da Morte de Ricardo Reis, que é um dos Saramagos que tenho há mais tempo na estante. Também gostava de pegar em alguns calhamaços da minha TBR como o SPQR, ou o Mary Queen of Scots. 

 

E vocês, como têm sido as leituras do vosso 2020, até agora?

8 comentários

Comentar post