Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sweet Stuff

Neste blog fala-se sobre livros, viagens, ballet e muito mais.

05.06.19

Talvez a melhor coisa que os livreiros fazem pelo mundo não é vender histórias às pessoas, mas escutar as histórias das pessoas.'' - Wendy Welch em A Minha Pequena Livraria Foto que tirei em Paris em 2014 :)
17.01.19

RECEITA | PASTÉIS DE NATA VEGAN

Começo este post com uma confissão: não gosto de Janeiro. Este mês deprime-me, parece que demora o dobro do tempo a passar e fico rapidamente com vontade que a Primavera regresse. Mais alguém sente o mesmo? 🙌 A minha solução para combater o frio e a melancolia de Janeiro é simples: cozinhar coisas doces.    Pastéis de Nata Veganos (12 unidades)   Ingredientes: Para a massa: 300 gramas de farinha de trigo (usei integral)125 gramas de creme vegetal de soja (usei o da alpro)5 (...)
29.06.18

a pressão de ser jovem & a desgraça de envelhecer

  Saramago disse tudo na célebre frase: "Não tenhas pressa, mas não percas tempo." É uma das minhas citações preferidas de sempre, porque resume a minha opinião em relação às pressões que nos são impostas (pelos outros, ou por nós próprios)  em termos de conquistas, sucesso e to-do lists cheias de certinhos que devemos cumprir ao longo da vida.    Creio que todas as gerações sofreram a agonizante pressão de ser jovem. Quando falamos do panorama político "os jovens é (...)
29.04.18

Hopeless Wanderer | Livraria Lello, Porto

  Eu já tinha prometido que ia actualizar-vos com as fotos do Porto há uns três meses e, por isso hoje volto com o primeiro sítio que visitei na Invicta em Fevereiro do ano passado: a magnífica Livraria Lello.      A Lello é linda, por dentro e por fora. Não consegui tirar uma fotografia decente à escadaria, por isso têm de se contentar com estas. O bilhete custa 4€ e é dedutível na compra de um livro. Não cheguei a comprar nenhum, porque os preços não eram lá (...)
04.02.18

The Handmaid's Tale | Margaret Atwood

"Dont let the bastards grind you down."   Este tem sido "o livro do momento" há coisa de um ano para cá. Senti curiosidade em lê-lo pelas comparações a 1984 de George Orwell (um dos meus livros preferidos de sempre) e, também, para verificar por mim própria se era assim tão bom como toda a gente dizia. Ainda não vi a série televisiva, portanto não tenho meio de a comparar com a obra escrita. Esta vai ser uma review apenas do romance.     Sendo uma distopia, a história (...)